D1_1
3 de abr de 2019

Funcionários não temem a automação e estão animados com a aquisição de novas competências para o futuro

Compartilhar
Twitter Twitter Twitter Twitter

LONDRES (REINO UNIDO), AUSTIN (TEXAS, EUA) – 3 de abril de 2019 – Um relatório global sobre automação que pesquisou aproximadamente 5.000 tomadores de decisões empresariais e trabalhadores do conhecimento revelou que a maioria destes (83%) está confortável com a aquisição de novas competências para trabalhar ao lado da força de trabalho digital. Cerca de 78% dos trabalhadores do conhecimento afirmam estar prontos para assumir uma nova função de trabalho, de acordo com um novo relatório intitulado Automatizar ou estagnar: o impacto da automação inteligente no futuro do trabalho da Blue Prism (AIM: PRSM).

Esse sentimento é contrário à opinião pública dominante no mercado e entre os tomadores de decisões empresariais (70%) de que os funcionários têm receio de perder seus empregos para a automação. Na verdade, apenas 37% dos trabalhadores do conhecimento têm medo de perder seus empregos no momento em que a automação de processos robóticos (RPA) afeta positivamente os locais de trabalho. Uma coisa é certa: o impacto da automação é sentido da sala de diretoria ao chão de fábrica.

A maioria dos tomadores de decisões empresariais também acredita que a RPA (88%) e a automação inteligente (83%) são solução para o problema de produtividade global. Além disso, a RPA (95%) e a automação inteligente (93%) foram consideradas criticamente importantes como impulso para a transformação digital. Como evidência da crescente popularidade da RPA, mais de três quartos dos trabalhadores do conhecimento (78%) fizerem testes com a automação de algumas tarefas cotidianas nos últimos 12 meses.

E isso também é bom. Mais de um terço dos trabalhadores do conhecimento (34%) não acreditam que suas empresas podem manter a competitividade nos próximos cinco anos com uma força de trabalho exclusivamente humana. Isso, juntamente com os benefícios de agilidade, economia e precisão da automação, pode ser um dos motivos para que incríveis 92% dos tomadores de decisões empresariais planejem ampliar os casos de uso de automação em suas empresas.

“Uma nova onda de economia, impulsionada pela automação e pela inteligência artificial, está surgindo em todo o mundo”, comentou Chris Bradshaw, diretor de marketing da Blue Prism. “Essa tecnologia é disruptiva, no sentido mais positivo. Ela altera a percepção que as organizações têm de si mesmas, a forma como operam e a maneira como vivem e trabalham as pessoas que movem essas organizações. Estamos ingressando em uma nova era de RPA conectada, e essa tecnologia criará oportunidades para que os usuários mais habituados ao mundo digital criem e inovem. É a primeira revolução tecnológica para colocar o ser humano no centro da cadeia criativa de valores, e é por isso que as possibilidades são exponenciais. Entregaremos um roteiro sobre como as empresas podem transformar os resultados econômicos com IA e RPA no centro dessas mudanças.”

As mudanças não precisam ser difíceis

Apesar do progresso que já fizemos, as empresas precisarão abordar questões culturais se quiserem aproveitar as possibilidades latentes da tecnologia. Dois terços dos trabalhadores do conhecimento concordam que a cultura empresarial precisa evoluir para incorporar cada vez mais a RPA. Isso ocorre porque metade dos participantes (53%) têm colegas preocupados com a introdução da tecnologia e 44% não confiam na sua própria habilidade de adaptação para trabalhar em conjunto com a força de trabalho digital.

É por isso que os tomadores de decisões empresariais estão cientes de que precisam criar confiança entre os funcionários e a força de trabalho digital (84%). Infelizmente, 68% dos trabalhadores do conhecimento acreditam que seus empregadores precisam fazer mais para conquistar essa confiança. O aprimoramento das comunicações internas é considerado a melhor forma de fazer isso por 74% dos tomadores de decisões empresariais e 67% dos trabalhadores do conhecimento. A comunicação é seguida pela necessidade de treinamento detalhado (62% dos tomadores de decisões empresariais e 59% dos trabalhadores do conhecimento).

A boa notícia é que as organizações se consideram bem preparadas para as mudanças e estão dedicadas ao sucesso da adoção da RPA. Mais de três quartos dos tomadores de decisões empresariais (76%) acreditam que colaboram com a mudança cultural, incorporando a força de trabalho digital nas práticas de trabalho diárias e encorajando funcionários humanos a interagir com a tecnologia.

Cerca de quatro em cinco trabalhadores do conhecimento (78%) também acreditam que a aquisição de novas competências é essencial para manter a empregabilidade, o que poderá facilitar a mudança cultural e o processo de adoção da automação e da RPA. Isso é comprovado pelos tomadores de decisões empresariais (76%) que concordam que as novas contratações estão mais preparadas para trabalhar ao lado de uma força de trabalho digital e que a adoção dessas tecnologias é um fator importante para atrair e reter os melhores talentos.

Benefícios superam os desafios

De acordo com os tomadores de decisões empresariais (94%) e boa parte dos trabalhadores do conhecimento (73%), os benefícios da RPA/automação inteligente são bem compreendidos. No entanto, apesar desse sentimento positivo, há ainda uma lacuna substancial na compreensão entre líderes empresariais e seus funcionários. Mais de três quartos dos tomadores de decisões empresariais (76%) concordam que suas organizações foram afetadas positivamente pela automação, um sentimento refletido por 65% dos trabalhadores do conhecimento.

“A adoção da RPA tem sido parte do objetivo de ‘banco do futuro’, liberando colegas de tarefas comuns repetitivas. Tiramos a parte robótica dos humanos para capacitar esses colegas a desempenhar funções mais significativas na jornada para a próxima etapa da nossa estratégia”, declarou Gerald Pullen, diretor de melhoria contínua e RPA do Lloyds Banking Group.

“Esse relatório prova que mudanças drásticas aguardam as empresas no que diz respeito à tecnologia e à força de trabalho. Mas são mudanças positivas”, continua Bradshaw. “Cabe à comunidade empresarial global reconhecer esse fato e fornecer as ferramentas mais desejadas pelos seus funcionários para liberar sua criatividade e inovação.”

Para saber mais sobre como a RPA conectada e a automação inteligente estão transformando digitalmente a forma como as empresas operam, concorrem e inovam, participe dos eventos Blue Prism World. Esses eventos representam o maior fórum de RPA do mundo, oferecendo oportunidades de networking sem precedentes para os participantes.

Clique aqui para baixar o relatório global completo.

Sobre este relatório de pesquisa

A pesquisa foi realizada em nome da Blue Prism pela empresa de pesquisas independente Sapio, sediada no Reino Unido. A Blue Prism entrevistou 1.442 tomadores de decisões empresariais (com decisão final sobre despesas do orçamento relacionadas às implementações de tecnologia) nos seguintes países: Reino Unido (209), EUA (400), Japão (225), Austrália (205), França (200) e Alemanha (203). Além disso, 3.521 trabalhadores do conhecimento (seu principal capital é o conhecimento; seu trabalho é “pensar para se sustentar” e usam o acesso à tecnologia como parte do trabalho cotidiano) foram pesquisados nos seguintes países: Reino Unido (500), EUA (1.013), Japão (503), Austrália (504), França (500) e Alemanha (501). Todos os participantes trabalhavam em organizações com 250 ou mais funcionários, com níveis mínimos de funcionários mais elevados para alguns países e tipos de participantes. Além disso, os participantes trabalhavam em empresas que já haviam adotado a automação.

Todas as entrevistas foram realizadas online durante dezembro de 2018.

VER TODAS AS NOTÍCIAS

Sobre a Blue Prism

Últimas notícias da Blue Prism

Thoughtonomy Press Room 2
Noticias

Blue Prism define compra da Thoughtonomy para ampliar sua automação inteligente em nuvem

Blue Prism avança as funcionalidades de automação inteligente na nuvem com a aquisição da Thoughtonomy

Ler mais
EY-BP-Partnership
Noticias

Blue Prism e Ernst & Young LLP (EY) formam aliança estratégica para ajudar a acelerar a transformação digital por meio da automação inteligente

EY e Blue Prism unidas para expandir o desenvolvimento e os serviços de automação inteligente incluindo a operação de RPA como serviço no MS Azure ...

Ler mais
Product-Update-2
Noticias

Blue Prism oferece novas funcionalidades de automação inteligente para impulsionar a visão de RPA conectada

Novas funcionalidades de plataforma destacadas na Blue Prism World em Londres incluem um programa beta de processamento de documentos, recursos de env...

Ler mais