Blog | 21 de abr. de 2020

As competências de um bom desenvolvedor de RPA

Thumb Blog 6: Automação Robótica de Processos (RPA) com a total transparência

Uma pergunta que surge frequentemente nas discussões com nossos clientes é: Quais são as competências necessárias que um dos elementos de um Centro de Excelência (CoE) de RPA deve atender? É uma pergunta recorrente para todas as funções. Porém, hoje vamos falar sobre o desenvolvedor de RPA.

Tarefas do desenvolvedor RPA

O termo desenvolvedor, que vem do inglês, pode nos confundir. O desenvolvedor de RPA não é um desenvolvedor de software. Ele não escreve linhas de código, mas é um "configurador de processo". Projete os fluxos de trabalho (ou fluxos de trabalho) que os robôs de software seguirão para realizar sua missão. Rastreie e oriente o trabalho dos robôs. Também vi funções de desenvolvedor de RPA com títulos que lembram treinadores (força de trabalho digital) nos centros de excelência de certos clientes altamente orientados para negócios, como treinadores de bot, ou mesmo treinador ou treinador de robô.

Por detrás desta função esconde-se toda uma carreira profissional que começa com uma posição júnior e que pode evoluir até ser responsável por definir boas práticas de desenvolvimento e por elas evoluir; da mesma forma, até se tornar um guia para os menos experientes. 

O perfil do desenvolvedor RPA

Além de dominar as ferramentas tecnológicas (principalmente a plataforma de automação), um bom desenvolvedor de processos deve conhecer os processos da empresa. Também pode vir de posições de negócios.

No lado técnico, vejo duas qualidades principais que são essenciais no desenvolvedor de RPA:

Lógica matemática, importante para transcrever as necessidades funcionais em processos robóticos

Gosto pelo desenvolvimento técnico
ou alguma experiência na referida área ou, em configuração técnica

Durante suas atribuições de missão, o candidato ideal pode, é claro, desenvolver e reforçar seus conhecimentos de configuração técnica. A experiência com macros do Excel ou outros scripts do Visual Basic representa uma base sólida no campo da configuração técnica.

Na minha opinião, entretanto, a competência chave é a capacidade de se comunicar com diferentes públicos, sejam eles de negócios ou tecnicamente orientados ou não; para compreender facilmente os novos sistemas objetivos do projeto RPA ou integrar novas tecnologias, bem como transcrever facilmente as necessidades operacionais em soluções automatizadas. Um analista de negócios pode, por exemplo, se tornar um bom desenvolvedor de RPA.

As perspectivas de evolução do desenvolvedor de RPA

Para avançar em sua posição, o desenvolvedor de RAP deve desenvolver suas habilidades, principalmente em arquitetura técnica e desenho de soluções técnicas, bem como fortalecer suas habilidades gerenciais, a fim de participar ativamente da formação contínua dos novos membros da equipe. 

Um desenvolvedor sênior de RPA pode considerar (dependendo de seus interesses pessoais, treinamento inicial ou experiências iniciais) uma carreira assumindo as responsabilidades de um designer de soluções de RPA ou arquiteto técnico.

Precisa de mais informações?

Crie uma conta gratuita ou conecte-se ao nosso portal para ver exemplos de anúncios de emprego que descrevem as missões dos diferentes níveis de desenvolvedor de RPA ou aprenda gratuitamente sobre as ferramentas de construção de processos para se tornar um desenvolvedor de RPA.

Tudo sobre automação robótica de processos (RPA)

Nesta série sem censura, discutimos RPA com total transparência, desde os verdadeiros benefícios da solução até as melhores práticas, até escolhas de processos para automatizar para obter o máximo impacto.