Blog | 4 de abr. de 2022

Transformação que alinha pessoas, processos e tecnologia

automação técnica

A escolha da solução de automação da Blue Prism mais adequada para sua empresa é crucial

Nos últimos 18 meses, lançamos uma dezena de produtos novos. Essas soluções abrangem o ciclo de vida da automação (descoberta, projeto e entrega) e complementam nosso portfólio existente para que você possa fazer mais, em menos tempo e com mais inteligência.

O Modelo Robótico Operacional (ROMTM) da Blue Prism é a base da nossa estratégia de produtos. Desenvolvido ao longo de mais uma década de implementações da Blue Prism, o ROM define sete fundamentos para maximizar o valor de programas de automação em grande escala. O modelo funciona em conjunto com nossos produtos para assegurar o alinhamento entre pessoas, processos e tecnologia.

A decisão de automatizar é apenas o começo

Saber como escolher os produtos, onde usá-los e quais as opções de integração é essencial para criar um canal contínuo e eficiente de candidatos à automação na empresa. Com eficiência e produtividade sendo dois dos maiores motivadores de automação, nosso centro de excelência (COE), composto por uma equipe de especialistas em automação, se dedica a projetos sólidos e reutilizáveis. O COE é fundamental para o sucesso das implementações de automação inteligente, incentivando a adesão, integrando práticas recomendadas e demonstrando os benefícios tangíveis obtidos pela empresa.

Como compreender o ciclo de vida da automação: analistas, proprietários e desenvolvedores de processos

Você verá a seguir que nossos produtos são interconectados para oferecer resultados ideais para sua empresa.

  • Inicie a colaboração entre o analista de processos e o proprietário do processo com a nossa Process Assessment Tool (PAT). Essa etapa é especialmente importante quando você ainda não está pronto para a mineração de processos com nossa solução de inteligência de processos (PI).
Ciclo de vida da automação
  • Quando a aprendizagem por máquina recomenda um forte candidato à automação, o proprietário do processo registra o estado atual desse processo usando o Capture.
  • O analista de processos examina o processo com o proprietário do processo para garantir a compreensão de todo o contexto e exporta o processo para o pacote Automation Lifecycle Management (ALM).
  • O processo definido pode então ser compartilhado e analisado no COE usando os recursos de colaboração centralizada do ALM.
  • Em seguida, o processo é exportado para o Wireframer, onde o desenvolvedor de processos cria um projeto sólido de processo e objetos, pronto para ser finalizado no Blue Prism.

Como usar o modelo de franquia para o sucesso da equipe de automação robótica de processos (RPA)

Qual o compromisso ideal entre a criação de automações sólidas e a rapidez de entrega de processos automatizados? Para a maioria das empresas de médio e grande porte, o modelo de franquia é a melhor forma de preparar a equipe de RPA para o sucesso. As funções comerciais individuais podem mudar com a agressividade necessária, enquanto o conhecimento e a responsabilidade são distribuídos pela empresa.

Recomendamos a PI para descoberta e análises sem intervenção manual. Dessa forma, você pode estabelecer rapidamente um canal de processos para criação pela equipe central de automação.

Em seguida, exporte a saída da mineração de tarefas para edição e otimização no Capture. A próxima etapa oferece duas opções. Se você for um usuário comercial, exporte o processo do Capture para o Blue Prism. A exportação contém dados do modelador de objetos e aplicativos, o que reduz consideravelmente o tempo de criação. Em seguida, o processo pode ser transferido para conclusão por usuários especialistas no Blue Prism.

Como alternativa, no momento da exportação do Capture, um desenvolvedor experiente de RPA pode exportar o processo definido para o ALM e projetar uma automação sólida usando o Wireframer.

E se eu quiser me concentrar na capacitação de cidadãos desenvolvedores?

Quando você busca entrega rápida em grande escala, a principal prioridade é a remoção de obstáculos que aumentam a complexidade na criação de automações. A equipe central de automação prioriza governança, normas e supervisão, em vez de projetar as automações.

A solução ideal é começar usando a PI para descoberta e depois exportar os processos para o Capture para oferecer rapidez e facilidade na edição de processos. Em seguida, você pode exportar para o Blue Prism, criando automaticamente um processo com os dados do modelador de objetos e aplicativos. Assim, você remove uma quantidade considerável de complexidade de criação para os cidadãos desenvolvedores, reduzindo tempo e esforço.

O que há por vir?

A automação trata de modernizar a forma como sua empresa opera. Estamos modelando o futuro do trabalho, desenvolvendo maneiras mais sofisticadas de transformar funções comerciais inteiras, em vez de processos isolados. Uma iniciativa em andamento é a criação de integrações seguras e auditáveis. Com base em um modelo de dados comum, essas integrações incluem uma experiência de usuário personalizável. Acompanhe a nossa jornada de modelagem desse espaço incrivelmente emocionante.

    Você já é nosso cliente?

    Veja as novidades de ciclo de vida em nosso produto renovado.

    Saiba mais