contact

Contato

Blog | 20 de jun. de 2023

Automação das operações de rede: Economize mais tempo

Automação das operações de rede: Economize mais tempo e enfrente menos desafios
Table of Contents

Como a automação inteligente ajuda operadoras de telecomunicações a criar, manter e ampliar redes em menos tempo com mais eficiência.

O setor de telecomunicações experimentou um crescimento extraordinário nos últimos anos, impulsionado por avanços tecnológicos e pelo crescimento da conectividade global. Do rápido desenvolvimento das redes 5G à expansão da infraestrutura de fibra óptica e ascensão dos dispositivos da Internet das Coisas (IoT), as redes de telecomunicações se tornaram parte das nossas vidas diárias, transformando a maneira como nos comunicamos, trabalhamos e consumimos conteúdo.

Estas são algumas estatísticas que demonstram esse crescimento incrível:

  • 89% da população global têm celulares.
  • Os serviços 5G alcançaram uma participação de 32% na América do Norte, um aumento de 78% em relação a 2021.
  • Até 2025, o número de dispositivos de IoT passará de 30 bilhões.
  • Em 2021, mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo usava conexões de fibra óptica para se conectar à internet.

Esse enorme crescimento do setor pressionava constantemente os fornecedores de telecomunicações para ter um ótimo desempenho e satisfazer os clientes. Atualmente, as operadoras fazem grandes investimentos na manutenção e atualização das redes, mas precisam encontrar maneiras novas e inovadoras de aprimorar a operação e a resiliência dessas redes. Além disso, era preciso encontrar formas de acelerar a expansão das redes atuais para satisfazer as necessidades de uma população móvel global em constante crescimento.

A quantidade de dados e informações disponíveis sobre o desempenho das redes é gigantesco, mas também essencial para o monitoramento e a manutenção dos níveis de desempenho ideais. Essas percepções são cruciais não só para manter e expandir as redes, mas também para permitir a tomada de medidas preventivas e preditivas a fim de garantir a eficiência e a qualidade da operação das redes.

A automação inteligente (AI) pode desempenhar uma função essencial para ajudar fornecedores de telecomunicações a otimizar suas redes e aumentar a satisfação geral dos clientes. Ela é uma combinação de tecnologias de automação robótica de processos (RPA) e inteligência artificial (IA) que, em conjunto, habilitam a rápida automação de processos comerciais completos e agilizam a transformação digital. A SS&C Blue Prism ajuda as empresas a criar uma força de trabalho engajada que aumenta a produtividade, o crescimento da receita e a satisfação dos clientes. Orquestrar o trabalho entre pessoas e operadores digitais economiza tempo, recursos e cria mais tempo para aperfeiçoar as interações com clientes.

Vamos ver algumas formas como IA e RPA podem ajudar os fornecedores de telecomunicações a manter suas redes:

1. Proatividade de monitoramento e manutenção das redes:

    Operadores digitais podem ser programados para monitorar o desempenho das redes 24 horas por dia, coletando e analisando dados para identificar possíveis problemas antes que se agravem. Em seguida, eles podem gerar e priorizar automaticamente solicitações de manutenção de acordo com a severidade do problema para que os engenheiros abordem rapidamente os problemas críticos. Com a identificação e resolução proativas de problemas das redes, a RPA ajuda os fornecedores de telecomunicações a manter um nível consistentemente alto de desempenho dessas redes.

    2. Agilidade na detecção e resolução de falhas:

      Quando os problemas ocorrem, sua rápida resolução é crucial para reduzir o tempo de inatividade e manter a satisfação dos clientes. Os operadores digitais podem ser configurados para detectar falhas de rede e categorizá-las de acordo com parâmetros predefinidos, como localização, severidade e tipo de problema. Com essas informações, os operadores digitais podem sugerir soluções adequadas ou até mesmo implementar correções automatizadas para determinados tipos de problemas. Esses recursos aceleram o processo de resolução de falhas e reduzem significativamente o tempo e os recursos necessários para tratar problemas de rede.

      3. Gerenciamento inteligente de incidentes:

        Os sistemas de gerenciamento de incidentes baseados em RPA podem otimizar o processo de resolução, atribuindo tíquetes de forma inteligente ao pessoal mais qualificado de acordo com seu conhecimento especializado, sua disponibilidade e sua carga de trabalho atual. Dessa forma, as empresas de telecomunicações podem otimizar a força de trabalho e garantir a abordagem imediata dos problemas pelas pessoas mais indicadas. Além disso, os operadores digitais podem ajudar a acompanhar o andamento de cada tíquete e enviar automaticamente lembretes para garantir que os incidentes não passem despercebidos.

        4. Aprimoramento da comunicação com os clientes:

          A satisfação dos clientes é essencial para o sucesso de qualquer fornecedor de telecomunicações. Os operadores digitais podem ser usados para melhorar a comunicação com os clientes por meio da automatização de tarefas rotineiras, como envio de notificações a respeito de manutenção, indisponibilidade ou atualizações programas das redes. Ao manter os clientes informados e atualizados, os fornecedores de telecomunicações podem melhorar o relacionamento com a base de usuários e garantir uma experiência mais satisfatória.

          5. Melhoria contínua usando análises de dados:

            Os operadores digitais podem coletar e analisar grandes volumes de dados sobre desempenho das redes, feedback de clientes e tempos de resolução de incidentes. Essas informações podem ser usadas para identificar padrões e tendências para que as empresas de telecomunicações aprimorem continuamente seus processos e se adaptem à evolução das necessidades dos usuários. Com o uso de operadores digitais para análises de dados, os fornecedores de telecomunicações podem tomar decisões orientadas por dados que levem a melhores estratégias de manutenção e resolução.

            Como você pode ver, esses processos tradicionalmente exigiam inspeções, testes e diagnósticos manuais. Com os operadores digitais, a maior parte desse trabalho pode ser feita de forma automática e remota, sem exigir intervenções humanas de alto custo, como enviar um técnico ao local.

            Além de ajudar os clientes a melhorar o resultado final com a redução de custos e retenção de clientes, a tecnologia de RPA também ajuda fornecedores de telecomunicações em suas iniciativas de meio-ambiente, sociedade e governança (ESG). A RPA pode ajudar a reduzir a pegada de carbono dos fornecedores (menos deslocamentos físicos para manutenção) e oferecer uma visibilidade mais ampla e acessível dos principais dados de desempenho da operação das redes.

            Na SS&C Blue Prism, ajudamos os clientes do setor de telecomunicações a otimizar redes e oferecer melhores experiências de cliente, automatizando os principais processos necessários para resolver, manter e ampliar as redes. Fornecedores de telecomunicações de grande porte, como Nokia, Telefonica e Bell Canada, alcançaram resultados incríveis com a automação de processos de resolução e manutenção de redes usando nossos operadores digitais.

            O Programa de Alianças Tecnológicas (TAP) da SS&C Blue Prism inclui diversos parceiros que desenvolveram soluções inovadoras de coleta e análise automáticas de dados de desempenho de redes em campo. Além de gerar relatórios, os dados são usados para prever o desempenho futuro das redes. Trabalhando com esses parceiros e os dados que fornecem, os operadores digitais podem tornar os dados acionáveis para testes, monitoramento e atualização de equipamentos de rede, reduzindo ou eliminando a necessidade de intervenção humana e o alto custo do deslocamento de técnicos.

            Últimas notícias da SS&C Blue Prism