contact

Contato

Blog | 13 de out. de 2023

Eu preciso de automação da gestão de inventário?

Automação da gestão de inventário
Table of Contents

Por que você deve usar a automação na gestão de inventário

Fabricantes vêm enfrentando gargalos na cadeia de suprimentos. Com a alta demanda, não há tempo para planejamentos e previsões, muito menos para crescimento. Para reduzir desperdícios e tarefas manuais repetitivas, é recomendável otimizar a gestão de inventário com automação inteligente (AI).

A AI aplica operadores digitais para realizar tarefas detalhadas e reduzir a complexidade dos fluxos de trabalho. Para isso, a inteligência artificial (IA) é combinada com a automação robótica de processos (RPA) e o gerenciamento de processos comerciais (BPM). Seus operadores digitais são como assistentes que ajudam a otimizar os processos de negócios.

Veja como aplicar essa tecnologia digital na gestão de inventário.

O que é a gestão de inventário automatizada?

É comum dizer que “menos é mais”, e na gestão de inventário isso é fundamental. A AI permite que os fabricantes se preocupem menos com gestão de inventário e apliquem seus recursos em P&D e geração de demanda.

Sem automação, os funcionários precisam executar transações manualmente no sistema de ERP. Com AI, operadores digitais desativam produtos antigos e executam novas transações de produtos sem intervenção humana.

Mesmo se você tiver sistemas antigos e dados de inventário em excesso, a AI pode ajudar. Ela implementa operadores digitais para rastrear o inventário e identificar os níveis de estoque adequados, combinando fatores padronizados, como tendências de armazenamento e histórico de demanda, com marcadores não tão óbvios, como a previsão do tempo.

Operadores digitais também podem tomar decisões de fornecimento a partir do giro, latência e custo do inventário, calculando o tempo ideal de lead para cada componente, de acordo com o espaço disponível no armazém.

Quais os desafios da gestão de inventário manual?

Para acompanhar manualmente o inventário, os funcionários passam incontáveis horas analisando pilhas de dados, em um serviço demorado e tedioso que pode gerar erros e retrabalho. Planilhas em papel preenchidas à mão são coisa do passado. Os funcionários precisam de ferramentas melhores para evitar contagens de inventário incorretas, perda de vendas, de tempo e de trabalho.

Como planejar minha automação?

É recomendável incorporar boas práticas desde o início do planejamento e desenvolvimento dos processos automatizados. Identifique os melhores processos para começar a automação. Métodos de descoberta de processos automatizados, como mineração de tarefas e processos, podem ajudar a analisar seus processos atuais e encontrar gargalos e áreas a serem melhoradas.

Gestão de Inventário com SS&C Blue Prism e WonderBotz Estudo de caso

Confeitaria multinacional economiza mais de US$ 7 mi localizando exceções na rotulagem de produtos

Os grandes volumes nos centros de distribuição causavam erros de rotulagem, com produtos não entregues que acabam sendo vendidos com grandes descontos ou descartados. Os operadores digitais conseguiram descobrir as exceções de rotulagem mais rápidos, prevenindo US$ 7 milhões ao ano em lucros perdidos.

“Eu falo para todo mundo: se você está procurando processos para desenvolver, abra sua mente, seja criativo e use a imaginação.” 

Martin Rupert, diretor de automação de processos de negócios da The Hershey Company

Como a automação ajuda na gestão de inventário?

Cada etapa do processo de gestão de inventário, quando feita manualmente, pode gerar erros humanos, atrasos e ineficiências. Veja como os operadores digitais com AI ajudam em cada etapa:

  1. Planejamento de oferta e procura: os operadores digitais comparam as previsões de pedidos com o inventário em tempo real e identificam materiais com pouco estoque.
  2. Compras: operadores digitais orquestram as compras alternativas, analisando outras rotas e fornecedores.
  3. Trabalho em andamento (WIP): operadores digitais comparam os materiais disponíveis com o trabalho em andamento para minimizar interrupções.
  4. Operações de manufatura: os operadores digitais reestruturam pedidos de produção conforme a disponibilidade e localização dos recursos.
  5. Garantia de qualidade em manufatura: os operadores digitais garantem a conformidade com políticas de zero defeito.
  6. Entregas: operadores digitais mantêm os clientes informados de forma automática, instantânea e contínua.

Com a AI, os fabricantes têm a garantia de que suas entregas estão no prazo e podem melhorar a governança e visibilidade de ponta a ponta, otimizando a jornada do cliente mesmo quando ocorrem interrupções.

Que tipo de automação pode ser usada para gerenciar inventário?

Escolher o sistema de gerenciamento correto é tão importante quanto decidir quais processos automatizar. Veja alguns exemplos de gestão de inventário automatizada:

Transportes e logística

Acompanhar os clientes e manter a eficiência operacional é um desafio contínuo para fornecedores de transportes e logística. Mas a AI pode ajudar a transformar a jornada do cliente, otimizar a gestão de fretes e converter dados em informações úteis. Veja como funciona a AI:

  • Para os clientes: a AI permite que as organizações respondam dúvidas dos clientes e cumpram requisitos de conformidade mais rápido. Os clientes também podem acompanhar o status e a entrega de sua encomenda em tempo real. A AI pode monitorar preços, atualizar status, gerenciar cotações e resolver reclamações.
  • Para gerenciamento de fretes: a AI se integra perfeitamente aos sistemas parceiros para otimizar a gestão de fretes aéreos, terrestres e marítimos. Ela também traz informações em tempo real para que você reaja a mudanças em preços ou condições do mercado.
  • Para informações: a AI transforma dados em informações compreensíveis para ajudar nas decisões. Ela também pode melhorar as previsões de oferta e procura para manter sua agilidade. Finalmente, a AI possibilita a manutenção preditiva, minimizando paradas, aprimorando seu desempenho e aumentando a produção.

Leia o estudo de caso para saber como a automação inteligente ajudou a Waitrose a cumprir e superar as demandas de inventário das lojas.

Manufatura

A automação de manufatura permite gerenciar a evolução da dinâmica de mercado, da escassez de competências e dos novos concorrentes. Com alterações constantes em regimes fiscais, políticas governamentais, guerras comerciais internacionais e escassez de matérias primas, é indispensável que as empresas adotem a RPA, AI e IA como base para a transformação digital. Veja como funciona a AI:

  • Para clientes: a AI ajuda fabricantes a atender à demanda dos clientes com uma experiência digital otimizada que oferece produtos e serviços personalizados.
  • Gerenciamento de cadeia de suprimentos: com a automação da cadeia de suprimentos, os fabricantes podem gerenciar cadeias complexas com compras, produção e distribuição globais. Os operadores digitais podem conferir inventários e estoques automaticamente, gerar pedidos de compra de materiais e fornecer cotações sob demanda para minimizar atrasos.
  • Para regulamentação: a AI permite que os fabricantes se adaptem a mudanças na regulamentação, acompanhando automaticamente as leis mais recentes.

Leia o estudo de caso para saber como um fabricante reduziu em 35% o trabalho com gestão de inventário aplicando RPA.

O que devo procurar em um sistema de gestão de inventário automatizado?

Existem muitos softwares de AI no mercado; é importante escolher conforme seus objetivos comerciais, requisitos de infraestrutura e projetos de expansão. Alguns recursos interessantes para serem automatizados:

  • Repetição de pedidos e execução de pedidos: em operações de back-end a execução e repetição de pedidos são processos cruciais (que costumam gerar erros). Eles garantem a disponibilidade de seus produtos para os clientes. A falta de estoque pode fazer com que os clientes procurem outros fornecedores.
  • Alertas de inventário: encontre uma ferramenta com atualizações em tempo real para todas as etapas da jornada de inventário. Ela deve alertar em caso de pouco estoque, excesso de estoque e qualquer atraso em envios.
  • Gestão de armazéns: se o seu inventário está distribuído em diversos locais, é importante que ele esteja no local certo para atender à demanda. Encontre uma solução automatizada com controle de transferências.
  • Gestão de pedidos: automatiza os processos de despacho para ajudar varejistas e atacadistas a separarem pacotes quando precisam ser entregues. A AI pode ajudar na leitura de códigos de barras, impressão de rótulos e otimização de canais de entrega.
  • Diversos canais de vendas: escolha uma ferramenta de gestão de inventário que se integre a outras ferramentas de gestão de comércio eletrônico, como sistemas para ponto de venda (PDV), permitindo conectar todos os canais. Isso também ajuda a evitar vender o mesmo produto duas vezes por acidente.
  • Previsão de inventário: alguns sistemas automáticos de controle de inventário permitem a integração de ferramentas de previsão, que são úteis para saber quanto comprar de cada produto com base no histórico de vendas.
  • Relatórios: pode não parecer, mas os relatórios são fundamentais para o sucesso e a otimização da gestão de inventário automatizada. Encontre um sistema que permita acompanhar os processos com análises de dados em tempo real, para tomar decisões mais bem-informadas.

Quais as vantagens da automação para a gestão de inventário?

Após a definição dos parâmetros iniciais, os operadores digitais funcionam sozinhos e gerenciam o fluxo de estoque automaticamente. Como eles trabalham 24h com 100% de precisão, podem otimizar todo o processo: criação de pedidos, alertas para a equipe saber quando materiais estão acabando e localização de novos fornecedores quando o atendimento estiver ruim.

O que você ganha com a gestão de inventário automatizada:

Inventário otimizado, com mitigação da volatilidade

A AI gera economia no inventário porque:

  • Reduz o lead time e acelera a resposta.
  • Elimina a necessidade de “inventário pulmão”, com escalabilidade no fornecimento.
  • Cria escalas em tempo real para garantir sempre o processamento dos pedidos corretos.

Correção de problemas em tempo real

A AI pode eliminar desperdícios no processo porque:

  • Monitora e sinaliza falta de materiais imediatamente.
  • Responde e toma medidas necessárias para tarefas prioritárias.
  • Otimiza o processamento de novos fornecedores, reduzindo atrasos.

Sem “estoque pulmão”

A AI reduz os resíduos enviados para aterros porque:

  • Monitora quantidades em estoque em tempo real.
  • Reduz e reabastece o inventário regularmente conforme necessário.
  • Elimina os custos com superprodução.

Escalabilidade do fornecimento

A AI aumenta a economia total porque:

  • Produz a pedido e elimina o estoque de produtos acabados.
  • Acelera a detecção de defeitos de qualidade.
  • Maximiza o ciclo de vida.
  • Simplifica a cadeia de suprimentos.

E agora?

A gestão de inventário não precisa ser complicada nem dispendiosa. Com a integração da automação inteligente aos seus processos de inventário, você otimiza a cadeia de suprimentos e percebe resultados concretos de economia. A automação de inventário melhora a precisão, reduz desperdícios e conecta sistemas para melhorar a escalabilidade.

A automação é o caminho para o futuro dos fabricantes. Ela ajuda a fortalecer suas operações e expandir a capacidade, liberando recursos humanos e financeiros. Reduza as tarefas demoradas e repetitivas e entenda por que a automação inteligente é o futuro.

Entre em contato com a SS&C Blue Prism para saber mais e leia nosso e-book sobre a otimização da cadeia de suprimentos.

Últimas notícias da SS&C Blue Prism